Wehbba

Última atualização: 12:01 AM

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

1-Você estará no line up do evento Skol Sensation 2012 ? O que podemos esperar para essa apresentação ? Como será sua preparação para esse mega evento ?
Eu estou preparando um material especial para o Skol Sensation, com versões inéditas de algumas músicas minhas, e mais algumas surpresas, não posso contar tudo, certo? O formato da apresentação vai ser o mesmo que sempre uso, que são 3 decks, mixer e efeitos.

2- Vamos ter alguma novidade no seu set para esse evento?
Com certeza, como a maioria das pessoas já sabe, a produção musical é um dos focos da minha carreira, e quase sempre nos meus sets a maior parte das músicas são de minha autoria. Como ainda tenho muita coisa pra sair esse ano, muito do que devo tocar no Skol Sensation será novidade para todos.

3- Foi surpresa para você, quando ficou sabendo que iria tocar no evento ?
Foi um pouco, sim. Eu recebi o convite informal primeiramente, e foi quando fiquei bem surpreso e feliz, ainda mais sabendo quem seriam os outros DJs do line up, pois a proposta musical do conjunto é excelente, ambiciosa e só um evento dessa categoria poderia ter uma iniciativa assim, depois de ja vir de uma fórumla de sucesso nas edições anteriores.

4-Como surgiu a vontade de ser dj ?
Depois de alguns anos de decepções em bandas, decidi fazer as coisas sozinho, e coincidentemente foi quando mergulhei de cabeça na música eletrônica e descobri que tinha um universo de estilos, e que eu poderia desenvolver o meu próprio através das minhas músicas, não me limitando apenas a mixar discos.

5-Você teve muita dificuldade no começo ?
Acredito que sim, como todo mundo, mas a empolgação e dedicação eram tantas que pensando agora nem parece que foi tão difícil, acredito que o mais difícil é manter o que você consegue com o trabalho inicial.

6- Qual sua principal dica para produtores iniciantes?
Procurar uma identidade própria, buscando superar a qualidade das suas referências, e ter paciência. Ninguém dura muito copiando os outros, e hoje em dia com a quantidade absurda de “produtores” por aí é muito fácil se perder.

7-Qual software você utiliza para produzir? 
Ableton Live para compor e arranjar, Steinberg Cubase para pós-produção.

8-Existe muita diferenças entre tocar no Brasil e na Europa?
Sim, tantas que fica difícil resumir em 1 parágrafo. Mas acho que na Europa (apesar das diferenças gritantes entre cada país europeu) talvez seja mais difícil chocar a audiência com coisas novas, e isso geralmente é muito bem vindo quando acontece, as pessoas tem uma cultura musical mais enraizada. Aqui no Brasil grande parte do público se concentra em ouvir músicas mais populares e conhecidas quando saem para se divertir, e não encaram tanto a música eletrônica como uma forma de cultura densa como ela é. Porém as vezes em um club bom, com público interessado e antenado, aqui no Brasil, aí não tem pra ninguém!

09-Para finalizar mande um abraço a todos que vão estar lendo essa entrevista 
Obrigado pela entrevista, e um abraço a todos que se interessam em música e dedicaram um pouco dos eu tempo lendo essa entrevista, espero vê-los na pista!!

Entrevista por: Sérgio Luis Junior

Expediente - Quem Somos - Nossa Marca - Política de Privacidade - Colabore - Publicidade - Fale Conosco - Widget
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×