Setor de eventos no Brasil fatura bilhões, mas salários permanecem defasados, revela Fabiola Santello

Última atualização: 18:36

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

O setor movimentou cerca de 300 bilhões em 2018, mas oferece salários a partir de R$ 1.100,00 para trabalhadores do segmento

O setor de feiras, por exemplo, tem uma longa história no Brasil, começou na década de 1960. Atualmente à cidade de São Paulo representa mais de 80% da concentração de eventos de negócios no Brasil. No segmento corporativo os mais praticados no país são: congressos, convenções, seminários, workshops, oficinas, simpósios, feiras, palestras e conferências.

Estudos da Associação Brasileira de Empresas de Eventos (Abeoc) indicam que o setor movimentou cerca de 300 bilhões de reais em 2018. Em contra partida a esse montante à remuneração oferecida aos promotores de eventos e profissionais da área é pífia. Algumas empresas e agências ofertam salário de R$ 1.400,00 para o profissional elaborar um evento, desde a criação ao pós-evento.

No estado de São Paulo estimasse cerca de 250 mil profissionais no setor. Para o cargo de Produtor de Eventos, por exemplo, o salário parte de R$ 2.059,00 e pode vir a ganhar até R$ 4.360,00. O cenário em geral para a grande maioria dos trabalhadores é critico e preocupante. Muitos trabalham contratados como PJ (Pessoa Jurídica) e não possuem direitos assegurados, como quando se contrata em regime de CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

A média salarial para Produtor de Eventos no Brasil é de R$ 3.000,00, com raras exceções que podem ganhar cerca de 15 a 20 mil mensal.  Para trabalhar neste meio, as exigências são amplas e abrangentes, vão desde experiência no nicho de atuação da empresa, ter fluência outros idiomas, formações acadêmicas, além de disponibilidade para viajar e trabalhar após o expediente, aos finais de semana e feriados.

Durante entrevista ao jornalista Rodrigo Lico, a publicitária Fabiola Santello, que atua a mais de duas décadas no mercado, como assessoria de comunicação em organizações governamentais e não governamentais, com experiência desde promover shows internacionais à cerimoniais com autoridades e personalidades explica: “realizar um evento é fomentar um setor, onde as empresas lançam produtos e serviços, fazem negócios, networking, promovem a segmentação da marca, avaliam o mercado e o comportamento do consumidor, no intuito de potencializarem suas vendas e aumentarem significativamente as margens de lucro”.

Fabiola avalia que: “A concorrência neste mercado é imensa e com pouca qualidade. Muitos não se preocupam com a qualidade do evento, mas com o valor. Consideram ações de marketing e comunicação como custo e não investimento. Exemplo, os profissionais ou as agências que não possuem amplo conhecimento, jamais poderão atender as reais necessidades do cliente, não saberão, por exemplo, prazos e como se conseguir um alvará de funcionamento e outras questões burocráticas de logística e funcionamento. Um profissional gabaritado e preparado que atou em diversas áreas tem um olhar técnico da complexidade de elaborar um evento de excelência, sabe até evitar o desgaste de imagem do cliente e possíveis ações judiciais”.

Segundo Fabiola: “muitas agências baixam os preços para realizar um evento, o que compromete a qualidade de execução, também não conseguem pagar um bom profissional. Contratam amadores que cometem erros grotescos e geram prejuízos elevados para o cliente. Quando o profissional tem um valor agregado, experiência com credibilidade, condizente a uma equipe com fornecedores eficientes e reconhecidos pelo mercado, o valor do investimento é superior perante a concorrência, mas vale. Padrão de qualidade custa caro, mas o retorno é certo e vale a pena”, justifica a publicitária.

O Sucesso do evento esta na analise estratégica do briefing, na realização de um planejamento condizente com o orçamento, uma equipe experiente, avaliação do local, data, bons parceiros e fornecedores de negócios e foco na satisfação do cliente que expõe sua imagem, seu produto ou serviço.

Fabiola esclarece: “a qualificação de um profissional de excelência nesse setor não custa barato, as empresas interessadas neste profissional precisam investir alto se buscam tanta capacitação. Não dá mais para exigir tanto do profissional e oferecer uma remuneração irrisória. Promotor de eventos preparado traz benefícios relevantes e valores agregados para a empresa, entidade, grupo, instituição, autoridade ou personalidade, que o contrata e que sabe a relevância do valor de sua imagem ou marca perante a opinião pública”.

Mais informações

Fabiola Santello, publicitária, jornalista, marketing & eventos, network, assessora de comunicação, relações públicas e consultora de eventos.

Tel:. +5511962263768
E-mail: fabiola.santello@uol.com.br
Linkedin: https://www.linkedin.com/home?trk=nav_responsive_tab_home
Instagram: @fabysantello

Matéria feita pelo jornalista Rodrigo Lico


Expediente - Quem Somos - Nossa Marca - Política de Privacidade - Colabore - Publicidade - Fale Conosco - Widget - Doodles
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×