RESENHA – JOHN WICK 3.. PARABELLUM

Última atualização: 07:09

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

 

Tão alucinante quanto os anteriores, Parabellum consegue se superar ainda mais com suas belas sequências de luta e ainda menos narrarivas, nos bom e velho estilo Wick, e com mais ação, bem mais que os dois anteriores juntos, Parabellum chega ao extremo do absurdo, e totalmente imparável, com cenas de eliminações pra la de extreme gore, pra quem gosta de ação, vai além do que se está acostumado a ver em filmes como .MISSÃO IMPOSSÍVEL, por exemplo, é porrada, tiro e bomba do inicio ao fim, literalmente explosivo.

Mas o que significa “PARABELLUM”?
A palavra vem do latim, “É a segunda parte da frase: ‘si vis pacem, para bellum’. A tradução é: ‘se você quer paz, prepare-se para a guerra’. Então, o subtítulo significa: ‘prepare-se para a guerra'”, frase essa que fica marcada na tela durante uma batalha interminável entre caça e caçadores, aliás, a junção de várias línguas nesse filme é talvez a maior sacada dele, até porque, neste filme, John Wick entra em guerra com o mundo todo. Então, ‘se você quer paz, prepare-se para a guerra’. É como um bordão do filme. Além disso, alguns militares também usam a palavra ‘parabellum’ para se referir a uma bala de nove milímetros”.

“John Wick 3 – Parabellum” começa, literalmente, minutos depois do final do segundo filme, lançado em 2017, que ja foi bem acelerado e matador, agora, Wick tem que enfrentar uma legião de assassinos e assassinas que buscam uma recompensa de US$ 14 milhões por sua cabeça.

O diretor não poupou ação nesse filme, ja em se tratando de roteiro e narrativa, deixa a desejar, o que também perde um pouco do brilho, são diversos erros de continuidade entre um corte de cena e outro, consideráveis até, mas só nota mesmo quem se apega a isso, porque tudo acontece muito rápido e o tempo todo, eu particularmente adoro caçar erros de filmagem, nesse filme, eles caem no colo.

Destaque para todas as cenas de lutas freneticas e minunciosamente bem coreografadas, tanto com Reeves, como dublês e todo elenco que participa delas, principalmente a cena de luta dentro de uma piscina, de fato, prendem e tiram o fôlego, se misturam com a perfeição, e claro, o bom e velho toque de graça, até mesmo pra amenizar tanta pancadaria ao estilo Tarantino e o famoso KILL BILL, e acredite, se o espectador piscar, ja perdeu uma eliminação.

Halle Barry e Laurence Fishburne também exercem papéis de destaque nesse filme, principalmente na cenade luta onde Barry usa dois cães, que dão todo brilho a sua personagem, e o gran finale com a cena de Fishburne.

Diante dessa terceira parte, desde a primeira, rodada em 2014 e a segunda em 2017, creio que em menos de dois anos, devemos nos deparar com a continuação dessa franquia que é sucesso total entre os amantes de uma boa e interminável ação, ainda qie absurda e fantasiosa.

PARABELLUM é um filme que vale muito a pena assistir numa sala XD, o.combo de pipoca então, indispensável pra atacar nos momentos de nervosismo, ou seja, no filme todo.

Borba Martini – Critico de Cinema & Teatro


Expediente - Quem Somos - Nossa Marca - Política de Privacidade - Colabore - Publicidade - Fale Conosco - Widget
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×